Buscar
  • Rentbrella

O presente e o futuro do Marketing

Atualizado: 26 de jul.


A pandemia mudou a percepção de várias atividades até então consolidadas; e como tudo que impacta a visão de mundo das pessoas atinge diretamente o marketing, suas mudanças não poderiam ser diferentes. Em 2022, a necessidade das marcas conversarem com seus consumidores de forma presente e responsável se tornou urgente, estar envolvido no tem no dia a dia é elevar a experiência do marketing ao modo de vida das pessoas.


Uma das principais práticas utilizadas pelas marcas para a conquista do seu público é o marketing de experiência: ele desencadeia estímulos no público, facilitando uma aproximação com a marca que vai além do conhecimento de um produto, serviço ou desconto. A experiência pode estar tanto relacionada à maneira como se usa o produto, quanto à sensação e status adquirido ao utilizá-lo. Existem marcas, como a Apple, que conquistaram sua fama devido à qualidade de seus produtos, também somada à experiência de utilização de seus usuários. Além disso, pensar em toda jornada de compra do consumidor, nos momentos certos para o impacto, na construção da imagem da marca e até mesmo do fortalecimento do desejo pelo produto dizem muito sobre a maneira como a empresa se relaciona com seu público.


A atual preocupação do mercado com ESG e posicionamentos mais cuidadosos social e ambientalmente são, na verdade, reflexos do que está sendo considerado e exigido pelos novos consumidores na hora de escolherem a empresa para compra. A responsabilidade social não é mais uma pauta relacionada somente à filantropia nas organizações, atualmente ela diz muito sobre o posicionamento empresarial, os stakeholders e também sobre a decisão de compra da sociedade. O consumidor está mais exigente e espera que as marcas adotem uma postura de humanizar o atendimento ao cliente e se preocupar com a preservação ambiental, por exemplo.


Eis que surge o marketing de causa, uma divulgação de empresas e/ou produtos que os relaciona a causas sociais e questões ambientais, tendo como objetivo a promoção da marca e de sua cultura.



Segundo pesquisa da Ipsos de 2019, 77% dos brasileiros são totalmente favoráveis ao marketing de causa e 49% o consideram eficiente para tornar uma empresa socialmente responsável. Dentre os principais fatores que motivam a adesão à uma causa, 66% da população brasileira acredita que deve estar alinhada aos valores da empresa. Com a crescente preocupação em causas ESG, muito se fala a respeito do Marketing ESG, preocupando-se principalmente com causas ambientais durante as próprias estratégias publicitárias, não só do produto ou serviço. Exemplo: escolhas mais conscientes a respeito dos anúncios veiculados, das plataformas escolhidas, dos gastos e ações.


E como são os novos consumidores? Uma pesquisa do Instituto Morgan Stanley diz que 86% dos Millennials se interessam por investimentos sustentáveis e que tanto os Millennials quanto a Geração Z avaliam os valores das marcas e seus impactos para além da qualidade dos seus produtos ou serviços.

Portanto, para planejar o marketing atualmente, é necessário pensar muito além de como convencer o consumidor a utilizar o seu produto; escolher a sua marca ou seu serviço, todos os aspectos do momento da jornada de compra, do momento do dia, da experiência, da preocupação com ESG fazem parte também de um marketing consciente, que conquista clientes e engaja marcas. Hoje, os consumidores escolhem quais marcas consumirão a partir de uma análise da empresa em si e não somente da qualidade de seus produtos e as empresas precisam estar atentas às questões mais indiretas ou intrínsecas a entrega final da empresa.




27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo